Giro de 360 graus.

O último capítulo de “Verdades Secretas”, que foi ao ar pela TV Globo em 25 de setembro, causou burburinho e polêmica nas redes sociais. Confesso que não esperava isso. Até então, meus feeds de notícia raramente traziam menção a essa telenovela. Ao seu final, porém, deparei com impressionante quantidade de posts, inclusive de amigos que eu jamais poderia imaginar estivessem acompanhando a trama de Walcyr Carrasco.

verdades-secretas

A maioria das postagens e comentários trazia opiniões sobre o desfecho da novela. Como de praxe, não havia consenso entre os internautas. As reações iam do aplauso à vaia, da satisfação à frustração, em diferentes graus. A verdade – já não mais secreta – é que a história da protagonista Arlete/Angel (Camila Queiroz) mexeu com muitos telespectadores: excitou sexualmente, indignou moralmente, chocou emocionalmente, arrebatou sentimentalmente, enfim revirou o consciente e o inconsciente de quem a acompanhou, cada um à sua maneira e em determinado grau.

Por ir ao ar após as 23h, “Verdades Secretas” pôde dar-se ao luxo de mostrar, na TV aberta, prostituição, corrupção, estupro, uso de drogas pesadas, sexo selvagem, assassinato, abuso de poder, concentração de riqueza, preconceito, discriminação, ingenuidade, jogo de interesses, suicídio, de maneira muito explícita, escancarada, quase sem filtros. No epicentro de tudo isso, Arlete (nome de batismo) ou Letinha (apelido familiar) ou Angel (nome de modelo).

Atriz Camila Queiroz no papel de Angel.

Atriz Camila Queiroz no papel de Angel.

Se foi Angel quem deu o pontapé inicial da história e conduziu seu fio, foi ela também quem estrelou o grand finale, o qual, como já se sabe, dividiu opiniões. Afinal, telespectadores – para não dizer fruidores de obras de ficção em geral – costumam ter seu desfecho preferido, e os motivos para isso variam muito.

Há quem tenha se frustrado porque Angel assassinou o próprio amante. Há quem tenha se alegrado ou se indignado pelo fato de a protagonista ter tido um final relativamente feliz. Há quem acredite que a história não acabou ali, terá continuação – uma “segunda temporada”, como expressaram alguns internautas.

Rodrigo Lombardi e Camila Queiroz como Alex e Angel.

Alex (Rodrigo Lombardi): fixação pela enteada.

Os mais técnicos apontaram falhas no roteiro. Por exemplo, julgaram inverossímil a maneira como Angel se livrou da acusação de assassinato do padrasto-amante Alex (Rodrigo Lombardi): não houve busca pelo corpo, embora o iate em que o casal estava não tenha saído do lugar onde o crime ocorreu. Concordo com eles e acrescento: ninguém questionou o motivo de os dois estarem em alto mar sozinhos, nem o próprio Guilherme (Gabriel Leone), que reataria com Angel e se casaria com ela – aliás, sem o menor sinal de dor na consciência, pois, indiretamente, ele também foi responsável pelo suicídio da mãe de sua noiva.

Os mais focados no contexto geral da trama reclamaram que o desfecho foi previsível e moralista. Previsível para todos e em todos os aspectos? Penso que não. Para muita gente e para mim mesmo, Angel ter matado Alex foi surpresa. A narrativa deu pistas de que a história terminaria em tragédia, mas vários desfechos trágicos eram possíveis – em TV, aliás, chega-se ao extremo de se gravar mais de um final, reforçando a proposta de a telenovela ser uma obra aberta.

Ademais, nada vejo de errado no fato de o autor fornecer pistas (falsas ou verdadeiras). Isso cria suspense. Afinal, muitas vezes, o que conta é o como (ou mesmo quando) não o que acontece. Assim não fosse, obras baseadas em romances só atrairiam e agradariam a quem jamais os tivesse lido, e se sabe que não é isso o que costuma ocorrer.

Spoiler-Alert

Pesquisas demonstram que spoilers não necessariamente tiram o interesse pela história, justamente porque, em primeiro lugar, muitos dos que a acompanham, repito, estão interessados no como e não no que acontecerá na trama. Em segundo, porque desejam confirmar a antecipação (as pistas lançadas ao longo da narrativa eram verdadeiras ou falsas?). Isso pode até não valer para todos, mas vale para muita gente.

Sobre o final ter sido moralista, do tipo que pune as transgressões, tenho cá minhas dúvidas. Em “Verdades Secretas”, pouquíssimos tinham ficha limpa. Impoluta mesmo talvez apenas Carolina (Drica Moraes), vítima do início ao fim da novela, inclusive quando parecia estar feliz ao se casar, ingênua e desinteressadamente, com o  magnata Alex. Sua mãe, Hilda (Ana Lucia Torre), mulher de rígidos princípios morais, morreu doente, ao lado de seu parceiro de última hora, Oswaldo (Genézio de Barros), o qual, por sua vez, perdeu a mulher por quem alimentou paixão platônica anos a fio. Em suma: a turma “do bem” se deu mal.

Giovanna, Anthony e Fanny: ninho de víboras.

Giovanna, Anthony e Fanny: ninho de víboras.

Já a turma “do mal”… Quem teve punição do tipo exemplar? Somente Alex. A patricinha Giovanna (Agatha Moreira) humilhou mais da metade dos personagens da novela, e seu desfecho foram as passarelas de Paris, ao lado do amante Anthony (Reynaldo Gianecchini), dublê de modelo e michê, cujo golpe deu certo, e ele saiu por cima. O plano diabólico da filha de Alex resultou na morte de Carolina e, nem por isso, Giovanna pagou pelo malfeito. O último capítulo não mostrou sequer se Giovanna soube e como reagiu ao suicídio da mãe de Angel — tampouco de seu pai (ela certamente não sofreria tanto assim com isso e talvez até gostasse da idéia de receber sua polpuda herança).

Fanny Richard (Marieta Severo) perdeu Anthony, mas o substituiu de imediato por um modelo de sua agência, bem mais jovem por sinal. Perda da liberdade ou da fortuna por promover a prostituição (inclusive de menores de idade), o tal book rosa, entre modelos de sua agência? Nada! Saiu ilesa e até mais rica e famosa.

A arrogante e decadente modelo Larissa (Grazi Massafera) viciou-se em crack, foi parar na Cracolândia, prostituiu-se por um punhado de pedras, sofreu estupro e acabou se recuperando com ajuda de missionários evangélicos. Punição moral ou consequência natural de seus atos anteriores? Defendo a segunda hipótese, até porque há casos semelhantes fora da ficção.

Grazi Massafera no papel da decadente Larissa.

Grazi Massafera no papel da decadente Larissa.

A fútil Pia Lovatelli (Guilhermina Guinle), ex-mulher de Alex, optou por mudar de vida. Depois de quase perder o filho, Bruno (João Vitor Silva), para a cocaína, e sua filha, Giovanna, sumir no mundo sem lhe dar satisfações, Pia decidiu se libertar da pensão do marido para poder finalmente se casar com o namorado “duro”. Não virou santa. Continuou rica – até porque seus filhos viriam a ser herdeiros diretos do, logo depois falecido, Alex. Pia apenas tomou a decisão que algumas mulheres ricas tomam depois de se sentirem fartas da gaiola de ouro em que vivem.

Para concluir, Angel – cujo nome nada tem de casual – atingiu o ápice do cinismo após o suicídio da mãe. Na saída da igreja, onde se casou com o ex-namorado milionário Guilherme, seu olhar demoníaco, primeiramente voltado para Fanny e, em seguida, para a câmera (ou seja, para o telespectador), parecia dizer: “A menina boazinha morreu. Aprendi a jogar. De agora em diante, vou me dar bem. ” A espiral da protagonista rumo à transgressão (perversão?) foi em um crescendo até o desfecho, e ela não se deu mal. Onde o moralismo? Onde o bom-mocismo do desfecho?

Olhar irônico de uma Angel nada angelical.

Olhar irônico de uma Angel nada angelical.

O mundo de “Verdades Secretas” deu um violento giro de 360 graus. Retornou ao ponto de partida. A despeito de diversos personagens, como Angel, Alex (o que mais esticou a própria corda), Carolina e Larissa, entre outros, concluírem suas histórias de maneira bem diferente daquela em que começaram, em uma visão de conjunto, os espertalhões de sempre seguiram suas vidas. O padrão de comportamento, por meio dos mesmos personagens ou de novos (é fácil imaginá-los), sobreviveu, dentro do velho esquema de jogo de interesses, corrupção, prostituição, chantagem, mentiras e segredos.

Anúncios
Esse post foi publicado em Televisão e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.