Arquivo da categoria: Cinema

No alto do poço.

Mais de um amigo recomendou “O Poço” (“El Hoyo”, no original em espanhol). Fui conferir. Descobri um filme intrigante, que prende a atenção do começo ao fim. Trata-se de uma produção modesta, sobretudo quando comparada à média das realizações em … Continuar lendo

Publicado em Cinema, Televisão | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

O amor mora nos detalhes.

Quando a gente assiste a um filme como “La Tête en Friche” (“Minhas Tardes com Margueritte”, na versão em português do Brasil), a gente lembra que o amor está nos detalhes. Mais que isso. A gente lembra que o amor … Continuar lendo

Publicado em Cinema, Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Surto de lucidez.

O verbo inglês “to fall down” pode ter os significados de “cair”, “desabar”, “falhar” e até mesmo “decepcionar”. Daí “Falling Down”, título do filme de Joel Schumacher, no Brasil traduzido como “Um Dia de Fúria” (EUA, 1993, 112 minutos) . … Continuar lendo

Publicado em Cinema, Comportamento | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Por que “Lucy” pode fazer pensar?

Vejo filmes para me divertir. Vejo filmes para aprender. Vejo filmes para pensar. Vejo filmes. Fomos eu e uma de minhas irmãs assistir a “Lucy”, de Luc Besson, para nos entretermos, e nos entretivemos. Curiosamente, a aventura também nos fez pensar. … Continuar lendo

Publicado em Cinema, Filosofia | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Distopia com reticências.

O filme “Elysium” foi, para mim, um ótimo passatempo. Não pisquei nem uma vez sequer enquanto Max (Matt Damon) tirava leite de pedra para sobreviver e, de quebra, salvar a vida de uma garotinha com câncer na segunda metade do … Continuar lendo

Publicado em Cinema | Marcado com , , , , , , , , | 1 Comentário