Natal na rede.

O Natal está aí, batendo forte na porta, e eu não o deixo entrar. Quer dizer, até abri a porta, dei bom-dia para ele – comprei as tais lembrancinhas com um mês de antecedência – mas ainda não permiti que se aboletasse no meu sofá e pedisse uma cerveja gelada, ou uma taça de vinho tinto. Não instalei sequer um arranjo em casa que remeta a essa data cristã.

Xmas

Parece que mais gente está na mesma. As mensagens de Natal ainda são raras no meu termômetro preferido, o Facebook. Alguns amigos e conhecidos já começaram a espalhar desejos disso e daquilo. A maioria, porém, continua mais interessada na última do filhinho de 5 anos, nas piadinhas sobre o calendário maia e o fim do mundo, no check-in mais bombástico, nas notícias mais ultrajantes e, claro, nas numerosas petições contra isso e aquilo.

A propósito das petições, estou quase lançando uma petição para acabar com as petições. Nada contra a defesa dos leões marinhos do Ártico ou das tartarugas azuis da Eurásia ou das borboletas prateadas do Zimbábue. Só que haja tempo para ler tantos protestos e suas justificativas! Os ativistas transformaram as redes sociais em praça pública (até porque, no fundo, elas o são mesmo). Maravilha! Mas quem suportaria uma praça com manifestações 24 horas por dia, 7 dias por semana, 30 dias por mês? O problema está sempre no exagero…

Redes_sociais

Também tem me chamado a atenção nas redes sociais a quantidade de posts que criticam outros posts. Eu mesmo faço (e estou fazendo) isso. Parece que as redes estão cada vez mais auto-referentes. O Facebook, por exemplo, é o campeão da metalinguagem – este texto mesmo vai parar lá…

Acima das referências à própria rede, somente as postagens pessoais. Já percebi que são as que mais fazem sucesso. Se posto uma notícia, meia dúzia “curte”. Se revelo um fato de minha vida, por mais banal que seja, chovem dedinhos indicadores voltados para cima. Nunca tive tantos “curti” quanto ao postar foto minha com um pé numa jaca a indicar o padrão de meus fins de semana. Em segundos, dezenas de amigos e conhecidos já tinham aplaudido a imagem. Chamou a atenção durante dias!

Foto campeã de "likes" em minha "timeline" no Facebook.

Foto campeã de “likes” em minha “timeline”.

Recentemente, comecei a postar “o pensamento do dia”. Não repito um. Gosto de observar quais despertam mais interesse. Frases de Bob Marley, Woody Allen e Millôr Fernandes são as campeãs até agora. Acho que isso tem mais que ver com o teor delas e menos com a celebridade dos autores. Por provocação, postei uma de minha própria autoria: “O ‘chifre’ é a regra, não a exceção.” Já esperava que poucos fossem “curtir” o comentário. Afinal, tanto quem “chifra” quanto quem é “chifrado” deve se sentir meio constrangido de admitir certas verdades em público.

Agora observo, curioso, os primeiros posts de Natal e aguardo a enxurrada deles que ainda vem por aí. Acho que vamos todos deitar e rolar na rede (sem trocadilho)! Os engraçadinhos de sempre tentarão quebrar o clima e tornar a data menos piegas (seria isso possível?). Os sérios lembrarão a origem anglo-saxã do Papai Noel em contraste com o sol e a cultura dos trópicos ou o consumismo desenfreado de uma época que deveria estar voltada para a introspecção ou a prece (ou ambos). Os meigos publicarão mensagens sob medida para arrancar lágrimas dos mais… meigos. Enfim, há de tudo. Para todos os gostos. Que bom!

papai-noel-2009-piada

De minha parte, continuo assim um tanto casmurro, macambúzio, apesar de já ter promovido uma confraternização de fim de ano e participado de duas. Não sei por que diabos (ops!) ainda não encarnei o espírito do Natal. Mas não me preocupo. Conectado como nunca, logo estarei no clima. Quem consegue escapar? Nem quem mora no Pólo Norte! A propósito, aos meus leitores, desejo um feliz Natal e um próspero ano novo. Faltou-me originalidade agora, não? Paciência. Avisei que ainda não estou no clima. Entrarei. Entrarei?

Anúncios
Esse post foi publicado em Internet & redes sociais, Relatos & depoimentos e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.